Há mais ou menos uma semana, as noites de São Paulo foram marcadas por chuvas e ventos muito fortes. Ouvimos muitas notícias tristes a respeito de enchentes e acidentes por causa do tempo, mas aqui na Saber aconteceu uma coisa muito legal.

Segunda-feira de manhã, depois de uma dessas noites, a Dea, nossa mãe do atendimento, chegou um pouquinho mais cedo e viu uma zona na porta da Saber: era lixo, folha e sujeira para todo lado, cobrindo até uma parte da passagem. Como boa virginiana, ela decidiu dar um jeito na bagunça e, enquanto varria o chão da entrada, achou uma carta, que só foi ler depois de deixar tudo em ordem (valeu, Dea!). A cartinha era de uma criança e endereçada ao Papai Noel, pedindo algumas roupinhas para passar o natal.

Conforme alguém da equipe chegava, a Dea já contava o que aconteceu, e todo mundo ficou bobo com a coincidência: uma cartinha para o Papai Noel caiu literalmente na nossa porta! Logo lembramos da iniciativa Papai Noel dos Correios.

Todo ano, conforme o natal vai chegando, os Correios fazem uma campanha para que as pessoas “adotem” as milhares de cartinhas que chegam endereçadas ao Papai Noel e se responsabilizem pelo presente de uma criança muitas vezes carente. A campanha se chama Papai Noel dos Correios.

Existem duas formas de ser o Papai Noel de uma criança: você pode ir até um Ponto de Adoção e pedir por uma cartinha ou acessar o site da campanha e informar seu CEP. O site encontra os Pontos de Adoção mais perto de você e, clicando em um deles, você pode ler e adotar todas as cartas disponíveis por ali, é super fácil! Os pedidos variam bastante, desde material escolar e comida até brinquedos e jogos específicos. Depois de adotar a cartinha, é só providenciar o presente e enviar pelos Correios para o endereço informado.

Para nós, a chance de ser o Papai Noel caiu do céu, o processo para você pode ser um pouquinho mais fácil. Clique aqui para acessar o site da campanha Papai Noel dos Correios e adote o sonho de uma criança.

Posts relacionados

As duas cores de dezembro

As campanhas de conscientização do último mês do ano. Viemos de uma sequência de meses coloridos: Setembro Amarelo, Outubro Rosa e Novembro Azul. Mas você já ouviu falar do Dezembro Vermelho? E Dezembro Laranja? Muita gente não sabe, mas o último mês do ano carrega...

ler mais
Share This